A Tentação de Jesus

Tempo de leitura: 6 minutos

Na lição bíblica de jovens desta semana, estudaremos sobre A tentação de Jesus e logo vamos descobrir que Jesus não foi tentado apenas uma vez,

Como tendem a acreditar, algumas pessoas, mas por várias vezes Ele foi tentado durante a sua trajetória de vida terrena.

A Tentação de Jesus

 A Tentação de Jesus

1 – A Tentação Dos Hebreus no Deserto

Existe uma relação direta, entre o que escreveu Mateus 4:1-11, e o que já estava escrito em Dt 6, 7, e 8.

É quê o texto escrito por Mateus, está diretamente relacionado com a travessia do povo Hebreu em sua caminhada pelo deserto, indo a terra prometida.

Foi através do seu conhecimento das Escrituras Sagradas que Jesus teve tão boas e firmes respostas para o seu e nosso adversário.

Ele reage as tentações citando a palavra, como se estivesse com uma grande espada afiada e extraindo para si, os princípios da palavra que citava.

2 – A Tentação de Israel no Deserto Durou 40 Anos

 Haggadah, que significa recitar e recordar, é um dos mais adorados textos da tradição judaica.

Os judeus do mundo todo se reunen ao redor da mesa para ler o HAGGADAH, este livro tem as narrativas tradicionais do êxodo do Egito.

Os Hebreus saíram da escravidão do Egito para o deserto, e permaneceram nele por 40 anos. Porém muitos colocaram em dúvida todas as provisões de Deus,

tentando-os por diversas vezes (Ex16:3-8). Por este motivo a maioria deles não conseguiram entrar na terra prometida.

Bem sabemos que o deserto é um lugar de fome e sofrimento, mas também é um lugar de purificação e aliança com Deus.

3 – A Tentação de Jesus no Deserto Por 40 Dias

Jesus fez um jejum de 40 dias, isso nos leva a recordar os 40 anos que o povo Hebreu passou no deserto.

Mas bem sabemos que esse Jejum de 40 dias que Jesus fez não foi inovador, pois Moisés e Elias também fizeram, observe:

1°) Moisés (Êx 24:18)

“E Moisés entrou no meio da nuvem, depois que subiu ao monte; e Moisés esteve no monte quarenta dias e quarenta noites.”

2°) Elias (1Rs19:8)

“Levantou-se, pois e comeu e bebeu; e com a força daquela comida caminhou quarenta dias e quarenta noites até Horebe, o monte de Deus.”

Jesus foi tentado à usar poderes sobrenatural, mas não aceitou, ele usa a palavra de Deus para combater a tentação

 A TENTAÇÃO DO USO DO TEMPLO PARA EXPLORAÇÃO  

 1 – A Tentação de Mercantilizar a Região

O local da segunda tentação foi no pináculo do templo, é bem de se esperar que o inimigo tente quem está no ponto mais alto da poder religioso.

Quem está com a responsabilidade de governar e tem poder para isso com certeza será tentado,

Pois o diabo vai fazer com que você use esse poder de forma errada. Ao vencer a tentação tenha a certeza que você não receberá beneficios em troca da sua fidelidade.

Jesus pregava uma teologia que beneficiava a solidariedade e a vida em comunidade simples e sem excesso de comsumo

2 – A Tentação de Fazer de Deus um Instrumento de Ostentação

Jesus diz, em uma das suas respostas: “NÃO tentareis o Senhor, teu Deus […]” este texto se encontra em (Dt 6:16) e Jesus está se referindo ao que aconteceu em Massá (Êx17:1-7),

Onde os israelitas tentaram a Deus exigindo que ele provasse o seu poder. Infelismente somos tentados a determinar o que Deus deve fazer em nossas vidas.

Alguns falsos profetas se apresentam usando de autoritarismo, visando benefirciar-se a si própio, eles acham que tem o poder de manipular “A DEUS”, ou seja, eles (“tentam” a Deus)

3 – As Distorções Que Prejudicam o Cristianismo

 A atuação desses falsos profetas, geralmente é achando que podem manipular a Deus, e acabam prejudicando o cristianismo e a pregação da palavra de Deus,

Jesus nunca tirou vantagens das pessoas que curou e libertou e nem tão pouco se aproveitou da posição de profeta para manipular as pessoas.

Em Mateus 7:28,29 o discípulo afirma que as multidões se maravilharam não por que Jesus os persuadia, mas por que percebiam que sua autoridade era divina.

III – A Tentação do uso Indevido do Poder

1- O Poder Dos Impérios e Reinos Deste Mundo.

O homem tem o poder claramente demostrado, alguns com equilíbrio e outros não se importam sequer quais os meios que vão usar para conquistá-los.

2 – O Poder Conquistado à Custa da Opressão e Exploração do Povo não Provém de Deus.

 Quando o diabo oferece a jesus todos os reinos do mundo, o texto nos dá a entender que ele, está no dominio de todos os reinos.

Mas que reino é esse? Mateus nos dá  a entender que ele está falando do social, político, econômico e religioso, no entanto ele fala de um mundo que precisa da intervenção de Deus,

apesar do diabo tentar negociar,  Jesus rejeita e vence, e tem sua vitória final na cruz do calvário.

O próprio Mateus descreve que este mesmo Jesus depois que ressuscitou recebeu poder e autoridade que são ilimitados tanto sobre a terra como sobre o céu (Mt 28:18).

3 – O Poder Idolátrico Dos Reinos do Mundo

 Todos aqueles que aguardavam as promessas messiânicas estavam com sua atenção voltada para Sião,

Essa atenção, era por Sião ser o centro de adoração, um lugar realmente de benção. Um reino que talvez tivesse o poder de prover as necessidades de todos os povos do mundo,

com certeza esse reino, receberia as glórias desses povos. Esse poder era realmente tentador, e com a tentação de Jesus podemos aprender quê,

se alguém que está a pensar no bem do próximo, pode ser tentado a receber glórias para si mesmo

Devemos está em sintonia com Deus e fazendo sempre sua vontade. Jesus estava focado em realmente fazer a vontade do pai,

Ainda que essa vontade, lhe custasse dor, sofrimento, torturas e até mesmo morte e morte de cruz, assim a tentação de Jesus não seria em vão.

por isso a necessidade de termos a cruz de Cristo como o real motivo pelo qual realizamos a obra de Deus.

Conclusão

Note as lições que aprendemos aqui: A fidelidade à Deus deve está acima da satisfação pessoal e dos bens materiais,

Deus jamais pode ser tentado pelo mal e não devemos usar o seu santo nome em beneficio próprio.

Como cristãos não devemos buscar a glória para nós, e sim para Deus. devemos estar vigiando em todo tempo pois estamos sujeitos a tentações em todo o tempo.

“Quem conhece a palavra de Deus e faz a sua vontade, esse é o que o ama de verdade”

Veja Outras Lição Aqui

 

2 Comentários


  1. Agradeço pelos ensinamentos que nos proporciona.
    Foi uma bela leitura
    Parabéns e obrigada

    Responder

Deixe seu comentário